30 de jul de 2014

Defensoria Pública da União - Nível Médio e Superior - Edital está quase pronto.

Representantes da Defensoria Pública da União (DPU) e do Cespe/UnB, organizador, vêm mantendo reuniões regulares no sentido de definirem os últimos detalhes do concurso para a área de apoio, que contemplará cargos dos níveis médio e superior.
.
.
.
.
.



O concurso formará, inicialmente, cadastro de reserva para todas as funções, com destaque para o cargo de Agente Administrativo, que exige apenas o nível médio e tem remuneração de R$3.191,02, incluindo R$373 de auxílio-alimentação. No nível superior, segundo a Assessoria de Imprensa, serão oferecidos os mesmos cargos da seleção de 2010, ou sejam analista técnico administrativo (superior em qualquer área), arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, psicólogo, sociólogo, técnico em assuntos educacionais e técnico em comunicação social (Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade e Propaganda). Os rendimentos são de R$4.620,82 (incluindo auxílio-alimentação)

O concurso, cujas inscrições serão aceitas pelo site do Cespe/UnB, já tem as taxas definidas: R$70 para agente administrativo e R$100 para cargos de nível superior. Na seleção anterior, o próprio Cespe/UnB ficou responsável pela seleção. Na ocasião, os candidatos responderam a 80 questões objetivas, sendo 30 de conhecimentos básicos e 50 de específicos. Durante quatro horas, os concorrentes fizeram provas de Português, Noções de Informática, Legislação relacionada à Defensoria Pública, Direitos Constitucional e Administrativo, disciplinas comuns a todos. Foram reprovados os que fizeram menos de 32 pontos no conjunto das provas objetivas. A expectativa é de que a estrutura do concurso seja mantida.

Dicas de Informática – De acordo com o professor Frank Mattos, as provas do Cespe/UnB têm como objetivo principal a interpretação de texto, sendo possível prever o que será cobrado. Ele explica: “No conteúdo da matéria de informática, as perguntas são próximas as de todas as provas que aconteceram nos últimos três anos, não só do concurso da DPU. Portanto, dá para prever o que provavelmente será cobrado na avaliação”, disse. Ele acredita que o conteúdo anterior será mantido, mas não descarta a a inclusão de itens. “É um conteúdo bem diferente, simples se comparado a outros editais. Os temas explorados no último concurso foram LibreOffice, Microsoft Office, Windows, Linux e Internet. Praticamente uma questão para cada assunto, já que a última prova teve cinco questões do tipo múltipla-escolha, com cinco opções para serem analisadas.”

Ele aconselha ao candidato se preparar o quanto antes, baseado no conteúdo do último edital, para quando o novo documento for publicado, ele tenha a vantagem de aprender somente o que for excedente, em comparação aos demais concorrentes que deixam para ser preparar somente quando o concurso é aberto.

O professor também chama a atenção para alguns cuidado ao fazer a prova do Cespe/UnB. “Essa banca utiliza expressões restritivas e totalitárias que passam despercebidas ao candidato, dificultando o entendimento no contexto da frase, como: ‘é necessário’, ‘é suficiente’, ‘é correto afirmar’, entre muitas outras”. Para finalizar, o professor recomenda a realização de muitos exercícios e também da prova anterior. “A prova de 2010 foi bem tranquila e com o padrão tradicional do Cespe. Aconselho estudar sempre questões e materiais específicos, focados na banca. Deve-se tomar cuidado também com o tempo. Em uma prova de múltipla escolha, uma questão passa a ser cinco, com textos grandes para cada uma das letras. O candidato poderá ter problema de não conseguir terminar de ler todas as questões da prova no tempo proposto”.
Fonte: Folha Dirigida

Para receber atualizações sobre Concursos Públicos, acesse nossa Página no Facebook, vá em "curtir" e selecione "receber notificações". Assim você não perderá nenhuma novidade.